sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

[Poema] Céu do pensamento


Diante daquele céu do pensamento,
Há uma alma reluzente no olhar.
Que perpassa todo humano sentimento
E sobre o nosso ser vem salutar.

Trazendo as dádivas que são luzentes,
Preenchendo vazios no coração
E vem surgindo igual chamas ardentes
Excluindo toda a mágoa e solidão.

E na espera ansiosa de um sonho,
Bem desejado a se realizar.
Pois indo contra a aquele mal que é medonho,
Buscando a força para se lutar!


(Luis Valério Prandel)

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

[...] Pseudo-realidade materialista

Quando fujo do mundo das ideias entro em contato com o mundo material, noto que a vida corpórea é amplamente ilusória, formada de felicidades finitas. A felicidade que perdura é aquela que está no pensamento, nos sonhos e sentimentos que não é afetada pelas ações do mundo.

Há medida que o nosso pensamento turva, mergulhamos na realidade, que na verdade é chamada erroneamente de realidade. Como podemos ter a certeza de que a realidade está no mundo que estamos inseridos? Por que não sabemos explicar a morte e o nascimento?

Ao meu ver, esta "realidade materialista" (pseudo-realidade) é ilusória e passageira que vai matando aos poucos nossa mente a medida que o corpo vai sendo afetado. No mundo das ideias a felicidade dura para sempre quando não é destruída pela falsa realidade material, os sonhos existem e trazem felicidade quando não se colapsam a pseudo-realizade.

Melhor sentimos a presença de Deus em nossos pensamentos (dizemos que é em nosso coração por acreditarmos que este sentimento é corpóreo e está relacionado com o nosso sistema circulatório), pois olhamos para este mundo sádico e o vemos apenas como algo provisório no qual passamos por ele e almejamos uma outra vida completamente não materialista de eterna felicidade. É isto que a maioria das religiões afirmam.

Os atos de bondade partem dos pensamentos, dos sonhos, da fé e estes sim trazem felicidade. Infelizmente estes atos saem do mundo superior das ideias e são inseridos no mundo material. Em consequência disso, estes atos na maioria das vezes são corroídos pela pseudo-realidade e podem extinguir-se por completo no mundo real das ideias.

A maioria dos seres humanos se esqueceram da razão e entregaram suas almas para a pseudo-realidade materialista na qual os bons sentimentos e sonhos são aniquilados por uma sórdida ilusão.

(Luis Valério Prandel)

domingo, 26 de dezembro de 2010

[Fé] Palácio Para Deus

"...Para construir um Palácio para Deus

É preciso amar sem limites, adorar


Adorar com atitudes,


Adorar com consciência,


Adorar é uma virtude,


Adorar é a minha essência..."


Ludmila Ferber



quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

[Fé] Salmo 4 (Oração da noite)

- Em vós, Senhor, está nossa alegria e felicidade!

Deus, que é justo, respondeu meu clamor. Quando estava angustiado ele me confortou, teve pena de mim e escutou minha oração livrando-me do perigo.

(...) Sabei que Deus foi bom demais para comigo; quando o invoquei, ele atendeu a minha prece.


(...) À noite, em vossos leitos, silenciai o coração e meditai! Oferecei com sinceridade vossos sacrifícios e, confiantes, esperai no Senhor. Muitos perguntam por aí: "Quem poderá nos dar a felicidade!?". Por isso, eu rezo: "Senhor, fazei brilhar sobre nós a vossa face (...)

Quando me deito, logo adormeço tranquilo, pois sei que a paz do meu repouso é um presente de Deus.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...