quarta-feira, 29 de setembro de 2010

[Música] The Smiths

The Smiths foi uma banda inglesa, surgida na cidade de Manchester e bastante popular na década de 1980. A sua música já recebeu diversas classificações ao longo dos anos, seja como Pós-punk, Rock Alternativo ou até mesmo o abrangente (e genérico) rótulo de Rock Inglês. O grupo existiu formalmente entre 1982 e 1987, alcançando o sucesso no seu país em 1984. O nome é uma curiosidade: Smith é o sobrenome mais popular na Inglaterra. O objetivo era mostrar que a banda era formada de pessoas comuns. Entre seus principais sucessos destacam-se as canções The Boy With The Thorn In His Side, How Soon Is Now, This Charming Man, Ask, Heaven Knows I'm Miserable Now, Bigmouth Strikes Again, Panic e There Is a Light That Never Goes Out.


Panic

Panic on the streets of London/Panic on the streets of Birmingham/I wonder to myself/Could life ever be sane again/On the Leeds side-streets that you slip down/I wonder to myself/Hopes may rise on the Grasmeres/But honey pie, you're not safe here/So you run down/To the safety of the town/But there's panic on the streets of Carlisle/Dublin, Dundee, Humberside/I wonder to myself//Burn down the disco/Hang the blessed d.j./Because the music that they constantly play/It says nothing to me about my life/Hang the blessed d.j./Because the music they constantly play/On the Leeds side-streets that you slip down/On the provincial towns that you jog'round//Hang the d.j., hang the d.j., hang the d.j./Hang the d.j., hang the d.j., hang the d.j./Hang the d.j., hang the d.j., hang the d.j./Hang the d.j., hang the d.j./Hang the d.j., hang the d.j.

Pânico
(tradução)
Pânico nas ruas de Londres/Pânico nas ruas de Birmingham/Eu me pergunto/Poderia a vida ser sã novamente/Nas ruas de Leeds nas quais você passa/Eu me pergunto/Esperanças podem surgir em Grasmere/Mas, querida, você não está a salvo aqui/Então você corre/Para a segurança da cidadeMas há pânico nas ruas de Carlisle/Dublin, Dundee, Humberside/Eu me pergunto//Incendeiem a discoteca/Enforquem o bendito DJ/Porque a música que eles tocam constantemente/Não me diz nada sobre a minha vida/Enforquem o bendito DJ/Porque a música que eles tocam constantemente//Nas ruas de Leeds nas quais você passa/Nas cidades provincianas em que você passeia/Enforquem o DJ, enforquem o DJ, enforquem o DJ/Enforquem o DJ, enforquem o DJ, enforquem o DJ/Enforquem o DJ, enforquem o DJ/Enforquem o/DJ, enforquem o DJ/Enforquem o DJ, enforquem o DJ.

The Boy With the Thorn in His Side

The Boy With The Thorn In His Side/The boy with the thorn in his side/Behind the hatred there lies/A murderous desire for love/How can they look into my eyes/And still they don't believe me/How can they hear me say those words/And still they don't believe me/And if they don't believe me now/Will they ever believe me?/And if they don't believe me now/Will they ever will they ever believe me?//The boy with the thorn in his side/Behind the hatred there lies/A plundering desire for love/How can they see the love in our eyes/And still they don't believe us/And after all this time/They don't want to believe us/And if they don't believe us now/Will they ever believe us?/And when you want to Live/How do you start?/Where do you go?/Who do you need to know?

O Garoto Eternamente Atormentado (tradução)
O garoto eternamente atormentado/Por trás do ódio jaz/Um desejo homicida por amor/Como eles podem olhar em meus olhos/E continuar sem acreditar em mim?/Como eles podem me ouvir dizer aquelas palavras/E continuar sem acreditar em mim?/E se eles não acreditam em mim agora/Eles vão acreditar algum dia?/E se eles não acreditam em mim agora/Eles vão acreditar, eles vão acreditar algum dia?//O garoto eternamente atormentado/Por trás do ódio jaz/Um desejo de roubar amor/Como eles podem ver o amor em nossos olhos/E continuar sem acreditar em nós?/E depois de todo esse tempo/Eles não querem acreditar em nós/E se eles não acreditarem em nós agora/Eles vão acreditar algum dia?/E quando você quer viver/Como você começa?/Onde você vai?/Quem você precisa conhecer?


sábado, 25 de setembro de 2010

[...] Sonhador

Um sonhador... eterno sonhador... portador de infinitos sonhos... É aquele que desloca-se ao longo da imensa estrada de sua imaginação... Ao longo do caminho encontra um descanso seguro na esperança... Quando chega a seu destino não para, usa-o como abrigo e depois prossegue a viagem rumo a outros destinos... Tantos sonhos... quantas pedras... quantas flores... tantas cores... Uma viagem dentro do universo da intuição e também sobre o mundo da razão... Viajando, sonhando, esperando e por fim alcançando...

(Luis Valério Prandel)

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

[Filosofia] Intuição

A Intuição é mais forte que a Razão

Devemos sempre dominar a nossa impressão perante o que é presente e intuitivo. Tal impressão, comparada ao mero pensamento e ao mero conhecimento, é incomparavelmente mais forte; não devido à sua matéria e ao seu conteúdo, amiúde bastante limitados, mas à sua forma, ou seja, à sua clareza e ao seu imediatismo, que penetram na mente e perturbam a sua tranquilidade ou atrapalham os seus propósitos. Pois o que é presente e intuitivo, enquanto facilmente apreensível pelo olhar, faz efeito sempre de um só golpe e com todo o seu vigor.
Ao contrário, pensamentos e razões requerem tempo e tranquilidade para serem meditados parte por parte, logo, não se pode tê-los a todo o momento e integralmente diante de nós. Em virtude disso, deve-se notar que a visão de uma coisa agradável, à qual renunciamos pela ponderação, ainda nos atrai. Do mesmo modo, somos feridos por um juízo cuja inteira incompetência conhecemos; somos irritados por uma ofensa de carácter reconhecidamente desprezível; e, do mesmo modo, dez razões contra a existência de um perigo caem por terra perante a falsa aparência da sua presença real, e assim por diante.
Em tudo se faz valer a irracionalidade originária do nosso ser.


quarta-feira, 15 de setembro de 2010

[...] Eu sou...

Eu sou uma alma emaranhada em um organismo complexo moldado por um Criador...

Eu sou uma fonte de incontáveis sentimentos resultantes de diversos acontecimentos absorvidos através dos meus sentidos ao longo do tempo...

Eu sou diferente de alguém que poderia ser, pois se eu o fosse não seria eu, minha essência entraria em decadência...

Eu sou um ser que pode ser moldado, mas nunca mudado por completo; afetado temporariamente, mas jamais destruído; e com grande potencial para amar a vida e os seres viventes e Aquele que É...


(Luis Valério Prandel)

terça-feira, 14 de setembro de 2010

[...] Excentricidade

Observo e ajo no mundo de maneira legalmente não convencional e sou levado ao anátema... Faço o que é comum e sou classificado como escória... O meio termo também leva-me a condenação, pois sou então considaderado indeciso... Logo eu quero ser rotulado como um excêntrico, moralmente e eticamente correto, para não estar centrado nos extremos (pois ambas convergem-nos a bestialidade) e nem em meio aos meio-termos. Enfim... não mais existirei diante dos juízes e dos carrascos da alma!!!

(Luis Valério Prandel)

sábado, 11 de setembro de 2010

[Física] Leis da Física podem variar ao longo do Universo

|Clique aqui para ler o artigo original|


Pelos dados obtidos pelos pesquisadores, a constante alfa não seria constante, mas variável, contrariando o princípio da equivalência de Einstein, que estabelece que as leis da física são as mesmas em qualquer lugar.

Uma equipe de astrofísicos está propondo uma teoria que muda radicalmente a forma como entendemos o Universo.

Em um artigo ainda não aceito para publicação em revistas científicas, o grupo afirma ter encontrado indícios de que as leis da física são diferentes em diferentes partes do Universo.

Constante alfa

O artigo propõe que uma das supostas constantes fundamentais da natureza talvez não seja assim tão constante.

Em vez disso, este "número mágico", conhecido como constante de estrutura fina - ou constante alfa - parece variar ao longo do Universo. A constante alfa mede a magnitude da força eletromagnética - em outras palavras, a intensidade das interações entre a luz e a matéria.

Há alguns anos, físicos propuseram que alfa poderia ter variado ao longo do tempo - numa escala de 12 bilhões de anos - mas agora os físicos propõem que ela varia ao longo do espaço.

Pelos dados obtidos pelos pesquisadores, a constante alfa não seria constante, mas variável, contrariando o princípio da equivalência de Einstein, que estabelece que as leis da física são as mesmas em qualquer lugar.

"As implicações para o nosso entendimento atual da ciência são profundas. Se as leis da física passam a ser apenas 'sub-leis locais', pode ser que, embora a nossa parte observável do Universo favorece a existência da vida e dos seres humanos, outras regiões mais distantes podem ter diferentes leis que se oponham à formação da vida, pelo menos tal como a conhecemos," especula ele.

Eixo magnético universal

As conclusões dos pesquisadores foram baseadas em medições realizadas com o Very Large Telescope (VLT), no Chile, e com os maiores telescópios ópticos do mundo, no Observatório Keck, no Havaí.

"Os telescópios Keck e VLT estão em hemisférios diferentes - eles olham para direções diferentes ao longo do Universo. Quando olhamos para o norte com o Keck, vemos em média um alfa menor nas galáxias distantes, mas quando olhamos para o sul com o VLT, vemos um alfa maior," explica o Dr. Julian King, coautor do trabalho.

A variação observada é muito pequena, não mais do que 1 parte em 100.000. "Mas é possível que variações muito maiores possam ocorrer fora do nosso horizonte observável", especula King.

"Depois de medir a constante alfa em cerca de 300 galáxias distantes, surgiu uma consistência: este número mágico, que nos dá a força do eletromagnetismo, não é o mesmo em todos os lugares, como ele é aqui na Terra, e parece variar continuamente ao longo de um eixo preferencial através do universo," explica o professor John Webb, da Universidade de Nova Gales do Sul, na Austrália.

Leis da Física podem variar ao longo do Universo


A variação da constante alfa foi detectada como uma continuidade ao longo do espaço, o que daria uma espécie de "eixo preferencial" para o Universo - é como se houvesse um eixo magnético universal, atravessando todo o Universo observável, da mesma forma que há um eixo magnético de polo a polo da Terra.


Este talvez seja o elemento mais intrigante da proposta, o fato de a variação ter sido detectada como uma continuidade ao longo do espaço, o que daria uma espécie de "eixo preferencial" para o Universo - é como se houvesse um eixo magnético universal, atravessando todo o Universo observável, da mesma forma que há um eixo magnético de polo a polo da Terra.

De forma bastante interessante, esse eixo magnético universal coincide com medições anteriores que deram origem à teoria do chamado Fluxo Escuro, que indica que uma parte da matéria do nosso Universo estaria vazando por uma espécie de "ralo cósmico", sugada por alguma estrutura de um outro universo.

Variação das leis da física

Se os dados se confirmarem - e não tiverem outra explicação menos revolucionária - um achado como esse poderia obrigar os cientistas a repensarem totalmente sua compreensão das leis da Natureza.

"A constante de estrutura fina, e outras constantes fundamentais, são absolutamente centrais para a nossa teoria atual da física. Se elas realmente variam vamos precisar de uma teoria melhor, mais profunda," arrisca o Dr. Michael Murphy, coautor do trabalho.

A variação das leis da física, seja no espaço ou no tempo, sempre ocupou a mente dos cientistas. Pelas teorias atuais, uma pequena variação de alfa, por exemplo, significaria que as estrelas não produziriam carbono, a base da química que forma a vida na Terra.

É por isso que os cientistas afirmam que são as características "especiais" deste nosso ponto no Universo que criam as condições para a vida como a conhecemos, características estas que poderiam não existir em outros pontos. Uma afirmação de resto circular - poderia haver outros "pontos de equilíbrio", que dariam origem a formas de vida diferentes da nossa, algo como "se a vida não fosse assim, seria diferente" - descartada, obviamente, a hipótese da "não-vida".

"Embora uma 'constante variável' possa abalar a nossa compreensão do mundo que nos rodeia, afirmações extraordinárias exigem evidências extraordinárias. O que estamos descobrindo é extraordinário, não há dúvida sobre isso," diz Murphy.

Talvez. Mas tudo recomenda que se espere até que o artigo seja revisado por outros cientistas e aceito para publicação em uma revista conceituada. Resta saber, sobretudo, se os outros cientistas acharão que uma variação de 1 em 100.000 é assim tão extraordinária.



Fonte: http://www.inovacaotecnologica.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...